Tempo do Coração

20.00

Ingeborg Bachmann e Paul Celan

Viena, Primavera de 1948. Na cidade ocupada pelos Aliados, cruzam-se os destinos de duas das estrelas mais brilhantes no firmamento da poesia de língua alemã, inaugurando um diálogo íntimo e literário que se estenderia por duas décadas: Ingeborg Bachmann (1926-1973), estudante de Filosofia, em choque com o pai, partidário do nacional-socialismo, e que sonhava com uma linguagem que cruzasse fronteiras, e Paul Celan (1920-1970), sobrevivente do Holocausto e poeta já consagrado. O futuro reservava-lhes glórias e dissabores: a ela, a luta pelo reconhecimento numa sociedade dominada por homens, vários galardões literários e a aclamação com O Tempo Aprazado (1953) e Malina (1971); a ele, o dilema de escrever uma obra maior na língua dos assassinos dos seus pais, as campanhas de difamação movidas nos anos 50 por um anti-semitismo persistente, o Prémio Büchner em 1960, o suicídio no Sena em 1970; aos dois, um incomensurável esforço para encontrarem «as palavras certas», como poetas, amigos e amantes.

Tempo do Coração reúne a correspondência dos dois autores – mantida em segredo até 2008 – e traça um retrato comovente de seres que se debatem com a escrita, os silêncios e a procura de uma voz própria depois de Auschwitz. Carta após carta, testemunhamos a ascensão de dois mestres da literatura, a sua vulnerabilidade perante os detractores e a exposição pública, e a constante busca pela admiração e pelo amor um do outro. Esta obra inclui também a correspondência trocada entre Ingeborg Bachmann e Gisèle Celan-Lestrange, mulher de Celan, e entre este e Max Frisch, companheiro de Bachmann. Em 2016, deu origem à premiada adaptação cinematográfica de Ruth Beckermann, Os Sonhados, a meio caminho entre a encenação e o documentário.

  
Descrição

Tempo do Coração – Correspondência
Ingeborg Bachmann e Paul Celan

Título original: Herzzeit. Ingeborg Bachmann – Paul Celan. Der Briefwechsel
Org., posfácio e notas de Bertrand Badiou, Hans Höller, Andrea Stoll e Barbara Wiedemann
Tradução de Claudia J. Fischer e Vera San Payo de Lemos
Ilustração da Capa de Carolina Celas
1ª edição de 2020
464 págs.
Antígona
ISBN 978-972-608-362-7