Preto – História de uma Cor

15.00

Michel Pastoureau

Há algo na cor preta que a distingue das restantes. Cor das trevas e da morte, é também conotada como símbolo de dignidade e autoridade. A sua simbologia ambivalente acompanha as evoluções culturais da Europa, seduzindo piratas, monges, artistas, costureiros e fascistas.

Associado ao pecado e ao inferno pelo cristianismo, o preto perde o estatuto de cor no início da modernidade, com as experiências de Newton e a invenção da imprensa. Sobrevive por via do exotismo, no culto romântico da melancolia, contagiando poetas e dandys, até triunfar magistralmente nas artes do século xx e se converter na cor por excelência da elegância e da modernidade.

 

  
Descrição

Tradução de José Alfaro
Orfeu Negro, 2014
12,3 x 18 cm
320 págs.
EAN: 9789898327406

Categorias: , Etiquetas: ,