O Tango de Satanás

17.50

Lászlo Krasznahorkai

Ler O Tango de Satanás (1985), a obra de estreia de László Krasznahorkai, é entrar de corpo e alma numa pluviosa experiência hipnótica, e sentir que, como teia de aranha em recantos escuros, uma fina fuligem existencial se deposita na mente. Neste livro, uma pequena comunidade isolada e ao abandono na planície húngara, batida pelo vento e pela chuva incessante, confronta-se com o regresso do misterioso Irimiás – demónio ou messias, trapaceiro ou salvador da aldeia? –, que se julgava morto e que dividirá para conquistar.

Dança de esperanças e fracassos, O Tango de Satanás é uma meditação sobre a crença em falsos profetas no rescaldo de utopias falhadas, os passos que damos à beira do abismo e as histórias que contamos para sobreviver e iludir. Em 1994, deu origem ao filme de culto homónimo, realizado por Béla Tarr.

 

2 em stock

  
Descrição

Tradução de Ernesto Rodrigues
Prefácio de Rogério Casanova
Desenhos de Miguel Carneiro
Antígona, 1ª edição de 2018
280 págs.
ISBN 978-972-608-325-2