Guy Debord

16.00

Anselm Jappe

Assinalando os 40 anos do Maio de 68, a Antígona apresenta Guy Debord, um dos ideólogos dessa verdadeira revolução e cujos textos estiveram na base das manifestações. Este livro traça um resumo da actividade pública de Guy Debord, entre o letrismo e a fundação da Internacional Situacionista, dos confrontos com Henri Lefebvre e Socialisme ou Barbarie ao Maio de 68, de A Sociedade do Espectáculo à filmografia.

Acima de tudo, o livro parte da afirmação de Debord em que declara ter «escrito expressamente para abalar a sociedade espectacular» e procura determinar o lugar do autor no pensamento moderno: a recuperação de certos conceitos marxianos – os mais relevantes e os mais esquecidos –, o aproveitamento de Lukács, enfim, a sua real e sempre actual importância para a construção de uma teoria crítica. O êxito alcançado com Guy Debord superou todas as expectativas de Anselm Jappe (n.1962), também autor de As Aventuras da Mercadoria (Antígona, 2006). Está traduzido em cinco línguas e se as recensões encontraram nele algo a criticar foi em geral a simpatia considerada excessiva pelo seu objecto.

 

  
Descrição

Tradução de Iraci D. Poleti e Carla da Silva Pereira
1 edição portuguesa de 2008
220 páginas
Antígona
ISBN 972-608-195-1

Categorias: , Etiquetas: , ,